terça-feira, 22 de março de 2011

TWITTER, OBAMA NO BRASIL E O ATAQUE (DE NOVO) À FAMÍLIA CRISTÃ E DEBUTE LITERÁRIO: NEWS

Queridos, a paz do Senhor a todos!

Depois de uma ausência longa (novamente), estou de volta. E o Brasil e a blogosfera estão recheados de grandes (e as vezes complicadas) novidades.

Pra iniciar, quero confessar que cedi. Cai. Não resisti. Me deixei levar.

Sim, fiz tudo isso. Pelo Twitter, claro!!!!

Arredio que sempre fui, procastinei bastante (pelo menos até onde pude) esse momento. Mas diante de apelos de muitos amigos twitteiros, que sempre me cobravam uma posição em relação a esta ferramenta para rápidos recados (até 140 caracteres por mensagem), não resisti. Meu endereço é: www.twitter.com/prof_damasceno e, neste primeiro momento (até mesmo pela novidade), penso que não vou produzir bastante (como o Pr Ciro Zibordi, por exemplo, um fenômeno que, além de meu particular amigo, também me inspirou a navegar por estas "terras" antes nunca navegadas). Mas com o andar da carruagem espero contribuir com todos os que me seguirão, postando fatos de relavância para o ambiente e para o crescimento da imensa comunidade que "anda" por este cyberspace eivado de inúmeras "novidades" que as vezes solapam nossa fé, confundem a visão cristocêntrica com antropocêntrica, e praticam descalabros em nome do homem, dizendo ser em nome de Deus.


 E o Presidente dos USA, United States of América (EUA para a maioria: Estados Unidos da América), Barack Obama, esteve no Brasil. Assisti (depois), partes (recortes editados) de seu discurso para uma platéia de 2 mil pessoas num auditório. Ele foi "norte-americano" (disse o que nós queríamos ouvir). Ganhou a simpatia do povão que estava ali, embora a maioria esmagadora fosse de pessoas pré-selecionadas, típicos "formadores de opinião" na mídia e em seus meios de atuação, para propagar e alardear o que ouviram. Típica estratégia política. Mas não censuro. Dificilmente, alguém no lugar dele (ou da presidente Dilma, seja lá de quem foi a idéia e a estratégia), faria diferente. De positivo (gosto sempre de buscar esse entendimento), ficou claro que ele considera o Brasil como um país importante no contexto das "Américas", respeita nossa autonomia (havíamos no dia anterior, na ONU, não aprovando a invasão da Líbia, como a maioria queria e aprovou), e que nos quer como um parceiro importante no jogo do toma-lá-dá-cá da política externa, principalmente da comercial, haja vista que a gigante China recentemente ultrapassou os Estados Unidos como parceira comercial do Brasil diante de uma série de indicativos comerciais. Vi com bons olhos (mas não vou dormir o sono dos anjos). Vamos ficar atentos, dar a nossa opinião sempre que necessária e acompanhar os desdobramentos da visita, que serão muitos doravante.



Mas um dos fatos que marcou (para mim) o início do ano legislativo no Congresso Nacional foi o discurso do deputado federal Jean Willys (PSOL-RJ), que ganhou notoriedade por ter ganho um reality show de uma emissora de TV que está atualmente na 11ª edição. Depois, já no rastro do sucesso emergente, ele atuou como repórter especial de um outro programa matinal, na mesma editora onde ganhara o reality show (não quero fazer propaganda, mas com certeza vocês sabem de quem estou "falando") e de lá cimentou, usando dos atributos midiáticos que ele domina muito bem, pois tem formação universitária relevante para tal, sua eleição ao cargo de deputado federal, levantando a bandeira dos grupos GLBT (gays, lésbicas, bissexuais, travestis, transexuais e transgêneros). Em seu discurso, ele focou em três importantes questões sociais relevantes:
a) abertura da contabilidade das igrejas e por em discussão a imunidade fiscal das igrejas;
b) PEC (projeto de emenda constitucional) do casamento gay;
c) legalização de todos os projetos pró-gays, incluindo o PL 122.

Para alcançar o sucesso, ele conta com apoios de "pesos pesados", como a senadora Marta Suplicy (PT-SP), histórica defensora dos grupos GLBTs, e a chancela de 154 parlamentares favoráveis aos seus projetos e iniciativas.

Por outro lado, o senador Magno Malta (PR-ES), o Pr. Ronaldo Fonseca (PR-DF), dentre outros, reagiram ante a proposta e expuseram sobejas razões que inviabilizam a aprovação dessas leis. Mas um detalhe me preocupa. Se 154 parlamentares apoiam os projetos encabeçados (e retomados) pelo deputado em questão, somente 85 se propuseram a apoiar a causa defendida pela frente parlamentar evangélica. Os outros devem ser conquistados. Resumindo, teremos problemas pela frente. O tempo confirmará isso. Portanto, é importante estar atento ao que está ocorrendo naqueles escuros e frios corredores do poder.


Gente, finalmente, depois de muito protelar o inevitável, está chegando a hora. Estou envolvido atualmente com 03 projetos literários. Dois pessoais, enfocando assuntos bíblicos/teológicos e um outro de cunho histórico, envolvendo os 60 anos da Igreja em Lago da Pedra que serão comemorados durante a 73ª AGO da CEADEMA (Convenção Estadual das Assembleias de Deus no Maranhão), que será hospedada pela AD em Lago da Pedra em dezembro de 2012, já no Mega Templo que está em plena construção. Então, nessa convenção, quero, se Deus permitir, lançar meus dois primeiros livros (não publiquei minha tese de doutorado, mas vai agora também, no embalo), além de co-autoria no livro da história da AD em Lago da Pedra, que estaremos lançando durante a a convenção.

Escrevo muito, é verdade. Blogs, artigos, capacitações que ministro, etc. Mas nunca tive o aporte para publicar essa minha produção literária. Agora, dentro desse contexto atual, entendo que posso contribuir e, dada as devidas proporções, vou abraçar o desafio de, após debutar em dezembro de 2012, lançar um livro por ano. E tenho certeza que o Senhor, para quem será toda a Glória, vai nos ajudar e abençoar nesse intento.

Concluindo, quero dizer a todos que doravante, as postagens serão diárias. Me aguardem!!

Nos laços do Calvário,
Prof Damasceno

2 comentários:

disse...

Olá Professor, é um prazer fazer parte do seu blog, pois ele é ótimo, e tem conteúdo. Paz já estou te seguindo ok.

Prof Damasceno disse...

Rô, graça e paz...

Não se zangue, mas o prazer é meu (rsrsrs). Foi um amigo em particular e comum que indicou-o a mim, e sei que ele fez isso pq entendeu que vc pode contribuir com suas postagens com nossa luta apologética aqui nesse ambiente.

Também já estou te seguindo no twitter.

Forte abraço!

Nos laços do Calvário
Prof Damasceno
www.profdamasceno.blogspot.com
www.twitter.com/prof_damasceno