quinta-feira, 1 de abril de 2010

SNAP, O JOGO DO SEXO: ALERTA GERAL AOS PAIS

A paz do Senhor a todos!

Amigos leitores, de vez em quando surge no contexto da coletividade humana algumas situações que nos levam a refletir sobre como nossa "visão" em relação a determinados comportamentos, que podem gerar um constrangimento e ter reflexos fortíssimos no nosso cotidiano.

Um exemplo disso são as "Pulseiras do Sexo", uma “brincadeira” que vem trazendo constrangimento, tanto a pais, como a professores e à sociedade em geral, pois choca-se frontalmente contra vários conceitos morais arraigados em nossa sociedade e, por isso, patrimônio nosso, de quem constitui família, zela por uma educação de qualidade para os filhos e se priva de muitas coisas, para dar para aos filhos o melhor possível. 

Mas o que é isso mesmo? De onde surgiu? Como funciona o jogo? Quem participa? Quais as motivações? Qual a ideologia por trás disso? E, principalmente, quais os perigos para nossos filhos? Bem, vamos tentar responder a esses questionamentos. 

  •  O que é? De onde surgiu?

No "entendimento" dos adolescentes, o jogo é uma "brincadeira", que teve origem na Europa, Inglaterra (Reino Unido), onde começou a ter conotação sexual, com cada cor representando uma atitude, que vai desde um abraço até a prática de sexo. A seguir, um testemunho de uma adolescente inglesa de 12 anos:

«No meu grupo da escola, a líder - que serve de exemplo para todos - só usa pulseiras pretas e douradas.Todos os rapazes da minha turma usam pretas e se uma menina também usa, eles gostam todos dela», contou uma menina de 12 anos ao jornal "The Sun".


  • Como funciona o jogo? Quem participa?

Uma menina ou menino coloca diversas pulseiras de silicone coloridas (11 cores, no total, embora já tenhamos "variações" no Brasil) no braço; depois, um garoto ou garota escolhe a menina ou menino que usa esse tipo de pulseiras e tenta arrebentar um dos adereços. O "comando" para que o parceiro realize a ação é feito quando um arrebenta a pulseira do outro, e funciona assim: Cada cor representa um “carinho”, que vai desde um abraço até a prática de sexo; quem arrebentar receberá a “prenda” da dona ou dono da pulseira.

Só que as pulseiras, como muitas pessoas tem reparado, têm uma repartição, quebram com facilidade, pois são confeccionadas de silicone e trazem a seguinte mensagem, em cada cor específica:


Significado das cores:

- Amarela: Abraço (evidentemente, com conotação totalmente sexual).



- Rosa: Mostrar o peito.
- Roxa: Beijo de língua (ou talvez sexo, já que uma coisa chama a outra).
- Verde: Chupões no pescoço.

- Vermelha: Fazer uma Lap Dance (onde a menina insinua-se com seu corpo, deixando o menino excitado)







- Rosa: Sexo oral praticado pelo rapaz.
- Branca: A menina escolhe o que preferir (de um abraço, mordida, sexo oral, até o sexo total).


- Azul: Sexo oral praticado pela menina.
- Rosa Claro: Sexo oral praticado pelo menino.
- Preta: Fazer sexo com o rapaz que quebrar a pulseira.
- Dourada : Fazer todos os atos citados acima.


Mas já há variações de cores, aqui no Brasil. Entre elas, estão:

Listrada – sexo na posição “frango assado”;
Grená – Sexo anal sem lubrificante;
Transparente – sexo com parentes consanguíneos;
Marrom – sexo escatológico (“brown shower”);
  • Quais as motivações? Quais as implicações?

A motivação é fazer do sexo um jogo, criando um clima de suspense, porque quando alguém é abordado(a) usando as pulseiras e o parceiro(a) tenta quebrar a pulseira, o suspense se manifesta e tanto quem aborda, como quem é abordado fica com os nervos à flor da pele, pensando sobre qual cor foi quebrada. Entre as muitas implicações, estão a banalização do sexo, a promiscuidade, o sexo pré-marital, o abuso sexual (já há vários casos de estupro, em decorrência desse ato, quando a menina não aceita) e, um dos mais graves, é abrir uma porta bem larga para a prostituição, tanto infantil, como juvenil e adulta. Há casos, confirmados, de meninas que só usam três cores de pulseiras: branca (porque nesse caso elas escolhem o que fazer); preta (é o ato sexual propriamente dito) e dourada (todo o "pacote" que as cores permitem, num total de onze).

  • Qual a ideologia por trás disso? Quais os perigos para nossos filhos?
Propriamente a da banalização do sexo, da quebra dos absolutos morais e éticos que foram cimentados com muito sacrifício pelo desenvolvimento e maturamento social ao longos dos séculos, e principalmente, de se contrapor à cultura cristã. Dentro dessa ótica, fica evidente que os promotores desse modismo foram influenciados por uma força que milita, há tempos, contra a legado ortodoxo da Igreja Cristã aqui na Terra e nós sabemos exatamente quem é. Pra fechar, como quase em tudo nestas idades, existe um estigma por detrás das pulseiras: quem não as usar é excluído e quem usar as cores preto e dourado é mais respeitado(a).

Quanto aos perigos, o leque é grande: gravidez precoce, AIDS, outras DSTs, promiscuidade sexual, prostituição infantil (pedofilia), abuso sexuais diversos, desvios graves de condutas sexuais (surubas, bacanais, etc), quebra do encanto pelo matrimônio à luz da Palavra de Deus, além de muitas outras consequências igualmente danosas.


Fica um alerta aos pais e à sociedade em geral. Quase tão chocante como as “festas arco-íris” – encontros com muito álcool e droga à mistura, em que as meninas usam batons de cores diferentes para deixar a “marca” nos rapazes após o sexo oral
, as “pulseiras do sexo”, que custam apenas um euro (na Europa) e  aqui no Brasil, um pacote com várias, só custa R$ 2,00 em qualquer camelô de fundo de quintal, têm um custo maior que foge ao alcance de muitos pais, e do qual, um dia, se fizemos "vista grossa", vamos prestar contas.

Nos laços do Calvário,
Prof Damasceno

4 comentários:

"LABAREDAS DE FOGO" disse...

Extremamente importante esse artigo. Parabéns!

Muito pouco; os professores de nossas Escolas Dominical, procuram conhecer sobre os modismos que, de tão perto, rondam nossos filhos.

Alguns desses modismos estão invadindo até as próprias igrejas!

“Desperta tu que dormes; Cristo te esclarecerá”

Alexandre Pitante disse...

Paz, Damasceno.

Parabéns, pelo seu trabalho neste blog. Que Deus em Cristo Jesus lhe continue abençoando poderosamente.

Estou seguindo o vosso blog.

Aproveito pra lhe convidar a visitar meu blog também. Avivamento pela Palavra é um blog voltado aos amantes da Bíblia sagrada como Verdade Absoluta e que só através Dela seremos mais crentes e mais cheios do Espirito Santo. Comente, pois seus comentários são muito importante para mim poder estar sempre em melhorias no meu blog.

http://www.alexandrepitante.blogspot.com/

Siga-nos também.

Fica com Deus.
Um abraço, Alexandre Pitante.

Prof Damasceno disse...

Caro irmão do blog "Ministros Labaredas de Fogo", graça e paz de nosso Senhor Jsus Cristo.

Realmente, muitos de nossos professores da EBD estão longe, muito longe, do que consideramos ideal, sobretudo no quesito "informações relevantes", para transmitirmos aos milhares de alunos que estão na EBD aos domingos (um dia) e estão de 2ª a 6ª nas escolas (5 dias). Já começamos em desvantagem e se não formos mais práticos e didáticos do que o mundo, eles ganharão nossos alunos. Obrigado pelo rico e profícuo comentário!

Aproveito para informá-lo que já estou seguindo o seu blog e, conforme observei, tem muito a contribuir com a blogosfera cristã.

Nos laços do Calvário,
Prof Damasceno

Prof Damasceno disse...

Caro Alexandre, a paz do Senhor

Grato por seu comentário. Essa consciencia do dever que temos para com o nosso meio é importante, e deve nortear nosso viver.

O assunto que abordei já está grassando no nosso meio a passos largos. Talvez daqui há alguns dias tenhamos que escrever novamente, e com mais informações, à medida que eu for me apropriando delas.

Ah, vi seu blog. Parabéns pelo mesmo. Vou segui-lo.

Nos laços do Calvário,
Prof Damasceno