quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

O "PESSOAL", O "PÚBLICO", E O PR. CIRO ZIBORDI: QUANDO A CRÍTICA É PASSIONAL


A paz do Senhor a todos...

Esse episódio envolvendo a DAKE e a CPAD mexeu, realmente, com nós, blogueiros apologetas sérios e os pseudos-apologetas, que também estão por aqui, as vezes usando de subterfúgios e fakes para disseminar posicionamentos que podem ser adjetivados de quaisquer nomes, menos de APOLOGETAS.

Pois bem, observando alguns comentários (que depois foram devidamente censurados pela moderação) no Blog do meu amigo Pr Carlos Roberto (POINT RHEMA), vi, isolados, claro, alguns comentários que procuravam atingir a honra do homem CIRO SANCHES ZIBORDI, abnegado pai de família, escritor, apologeta, pregador do santo Evangelho e uma das reconhecidas personalidades literárias mais conhecidas de nosso meio cristão e até na mídia secular, dado o labor teológico com o qual tem se debruçado ao longo de seu profícuo ministério.

Fiquei estupefato, mas como estava alheio ao debate, procurei me interar a respeito do que estava ocorrendo para, depois, com calma e ponderação, postar alguma coisa no sentido de lançar luz sobre alguns acontecimentos.

Vamos aos fatos:

1 - O Pr Ciro Zibordi (http://www.ciro.zibordi.blogspot.com) tornou-se, no ambiente da blogosfera, uma grata e prodigiosa surpresa dentre os apologetas que já "navegavam" dantes por essas turbulentas "águas virtuais" da internet. Ninguém, em são juizo, há de negar esse fato;

2 - O fato de ser pastor assembleiano, nunca o impediu de expor seu ponto de vista sobre assuntos ligados à apologética, o nosso cotidiniano nas igrejas, as questões envolvendo hinos apócrifos (as vezes, sem o conhecimento do próprio autor, por não ter embasamento teológico nenhum). E esses pontos de vista, sempre foram pautados por uma consistente exegese com base bíblica e embasados pela ortodoxia bíblica;

3 - É fato que ele trabalhou na CASA (CPAD) e foi um funcionário exemplar, mas nunca deixou de expor suas opiniões dentro de suas competências, mesmo que essas opiniões, às vezes, fossem de encontro a algum sentimento de pessoas importantes dentro do contexto da CPAD;

4 - Ele deixou claro em seu blog qual era o seu posicionamento sobre a DAKE, embora não o tenha feito com o destaque que outros fizeram. Por que ele não o fez assim? Porque ele entendeu que o debate sobre a DAKE e a CPAD começou a tomar proporções que começaram a machucar muitas pessoas, envolvidas direta ou indiretamente com a publicação e ele não quis participar disso, não na proporção que muitos esperavam dele. Isso é questão de fóro íntimo e cabe a nós respeitar. Jamais eu desejaria estar na posição dele nesse particular;

5 - Ele participou comentando alguns comentários no blog do Pr Carlos Roberto (POINT RHEMA), quando daquela nota do citado e nobre apologeta e membro do Conselho de Doutrina da CGADB, abrindo as situações constrangedoras que aconteceram no trâmite do processo de publicação da DAKE. O Pr Carlos Roberto errou? Não!! Ele estava no seu direito de defender sua honra, sua história e pelo fato de ele mesmo ter referendado a compra da DAKE (sem o conhecimento prévio de suas incongruências), inclusive fazendo chamada em seu blog, que é um dos mais visitados na blogosfera;

6 - Mas muitos não quiseram aceitar que o Pr Ciro ausentasse-se do debate e começaram a tentar ofendê-lo, mas conhecedor que é dos perigos e da emotividade passional que muitos comentários trazem, ele levou na "esportiva" e não embarcou numa luta sem fim ou trégua, sobre um assunto que ainda rende bastante e vai continuar rendendo;

7 - Resumindo, meu desejo é que respeitemos as posições pessoais, sobretudo essa tomada pele Pr Ciro, de se ausentar do debate envolvendo a polêmica da DAKE. Ele já contribuiu muito com a blogosfera, na área de apologética e tem o direito de não se manifestar sobre um assunto que envolve uma instituição com a qual ele possui laços fraternais e profissionais (como a maioria de apologetas sérios de nosso país). Respeitemos também as opiniões expressas pelos Pastores Carlos Roberto, Altair Germano, Antonio Mesquita e outros, que já se manifestaram sobre o assunto. Eles o fizeram exercendo um direito.

Agora, se a CPAD, não fizer algo a respeito (DEMITIR, COMO JÁ ACONTECEU, PODE NÃO SER O CAMINHO MAIS APROPRIADO) do que ocorreu internamente, pode ver manchada uma bela história de 70 anos. E creio que, assim como eu, a imensa nação assembleiana tem na CPAD um patrimônio histórico e cultural de nossas raízes pentecostais, tendo em vista os inúmeros e abnegados servos de Deus que contribuiram com a CASA ao longo dessas 07 décadas.

Contudo, é importante que se diga também que as críticas, quando assinadas e forem legítimas e não irresponsáveis ou produtos de arroubos passionais, devem ser postadas e, devidamente comentadas pelas pessoas que tiverem sido o alvo, para que possamos exercer o direito de julgar se há ou não consistência nos assuntos abordados. Mas separar assuntos PESSOAIS de PÚBLICOS ou PROFISSIONAIS é importantíssimo.

Ah, e estou iniciando a minha cruzada pessoal para ler os comentários da DAKE e, paulatinamente, comentá-los aqui, sempre à luz da Palavra de Deus.

Boa tarde a todos... já estou sentindo os efeitos daquele velho jargão "SACO VAZIO NÃO PÁRA EM PÉ". Deus abençoe a todos!!

Nos laços do Calvário,

Prof Damasceno

Um comentário:

PAZ disse...

Como ex-morador de Lago dda Pedra, fico feliz em ver um comentário rico e com resposabilidade. Parabéns ao nobre Professor damasceno.